PJSC reforça compromisso com preservação de sua história ao lançar Portal da Memória

10/05/2021 14:33:11



Para marcar o Dia da Memória do Poder Judiciário, nesta segunda-feira (10/05), o Poder Judiciário catarinense lança o Portal de Memória, espaço onde destaca seu passado através de estudos, vídeos, publicações em geral, normativos e conteúdos com os mais variados formatos relacionados ao histórico do Judiciário catarinense. Esta ação faz parte do cronograma de comemoração dos 130 anos de instalação do PJSC, que transcorrerá no próximo dia 1º de outubro.

Ao acessar o Portal da Memória, o usuário terá à disposição informações e dados distribuídos nos links: Arquivo, Biblioteca, Capela, História do Tribunal, Museu e Vídeos. 

O Portal da Memória tem o objetivo de tornar-se um novo canal de comunicação entre o Poder Judiciário de Santa Catarina e a sociedade catarinense, ao disponibilizar e enaltecer a história do PJSC através da valorização e preservação da sua memória institucional.

"Nosso patrimônio cultural é dos mais importantes para formação da identidade dos catarinenses. O acervo de documentos e de objetos custodiados pelo Tribunal de Justiça nos aproxima do cotidiano das pessoas desde fins do século 18 até os dias de hoje. Com o auxílio desses documentos e objetos é que podemos conhecer melhor como viviam as pessoas, como elas se organizavam em sociedade e, por fim, como funcionava a Justiça no Estado de Santa Catarina", destaca o chefe da Divisão de Documentação e Memória do Judiciário do TJSC, Adelson André Brüggemann.

No Portal de Memória, a interação entre os usuários e os conhecimentos referentes à memória institucional do PJSC será ampliada e facilitada. Além disso, o Portal tornará possível aos magistrados e servidores conhecerem melhor as atividades desenvolvidas pelo museu, pelo arquivo e pela biblioteca do TJSC. Além disso, o Portal de Memória será, com o passar do tempo, um celeiro de memórias e de divulgação da história do PJSC e da sociedade catarinense. 

Vale ressaltar que os setores como a biblioteca, o arquivo e o museu cumprem papel importante na preservação do patrimônio cultural dos catarinenses. "Não há como conquistar melhorias sociais sem preservarmos e compreendermos a trajetória histórica de nossa sociedade. E, hoje, o Poder Judiciário, ao lançar seu Portal de Memória reafirma suas preocupações com a preservação adequada do patrimônio histórico sob sua custódia e reforça o compromisso com melhorias sociais tão desejadas pelos catarinenses", frisa ele.

Atualmente, o Poder Judiciário catarinense possui 145 processos do período colonial, 11.614 processos do período imperial, e 1.142.451 processos do período republicano, estes últimos autuados até o ano de 1988. Após esse ano, ou seja, após a Constituição Federal de 1988, foram, por enquanto, classificados 14.208 processos judiciais para comporem o acervo de guarda permanente (conjunto de documentos importantes para a história do Estado).

O Portal foi organizado pela Divisão de Documentação e Memória do Judiciário, com o apoio da Presidência, do Núcleo de Comunicação Institucional (NCI) e também da Divisão de Arquivo e a Divisão de Pesquisa e Informação. Contou com o apoio de servidores, terceirizados e estagiários das três Divisões do TJ.

Por fim, o Portal da Memória vem ao encontro do que prega a Resolução n. 324/2020, do Conselho Nacional de Justiça, que destaca a preservação e divulgação da memória institucional.






SINDICATO DOS OFICIAIS DE JUSTIÇA DE SANTA CATARINA

Rua Silveira de Souza, nº 60 - CENTRO
Florianópolis - Santa Catarina. Cep: 88020-410



2019 SINDOJUS / SC | Todos dos Direitos Reservados